RSS
Related Posts with Thumbnails

quarta-feira, 9 de junho de 2010

divagações...

Gosto daqui porque além de tudo posso escrever sobre oque se passa na minha vida, ultimamente (leia nos últimos 3 dias) tô me sentindo diferente, não sei se é a rotina de acordar, dormir mau, ter a vida só aqui em casa que está me deixando assim, as vezes bate um aperto meio agoniante, nada muito forte, quase que como uma TPM, uma pequena carência do mundo, me sinto esquecida, e ai passa e volto a ficar boa.


Ou é a TPM voltando na minha vida, ou algum sintoma que acontece mesmo depois que se tem bebê, mas tenho certeza que não é nada de depressão pós parto, apenas a vida, mente e corpo se adaptando a uma nova vida; A gente se entrega tanto pra nova vida que as vezes esgota um pouco além do corpo a mente e as próprias reservas de energia.

Mas não tem a ver também com infelicidade, porque eu sou só alegria, meu marido meu bebê meus pais amigos está tudo bem com tudo, é só um desconforto de adaptação. Acho que agora que as coisas estão mais fáceis e eu tenho mais tempo pra pensar acaba rolando isso.

Só sei que eu tô precisando qualquer dia sair sozinha e ir caminhar ouvindo música, faz MUITO TEMPO que eu não fico sozinha COMIGO MESMA!
E ISSO É IMPORTANTE;

Só registrando que este tipo de sentimento pode surgir de vez em quando, e querendo entender o que ele é e se é normal...

Read Comments
  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

18 comentários:

RamonaElisa disse...

é normal... toda mulher passa por uma queda hormonal pós parto... que causa uma leve depressão, comumente conhecida como baby blues. eu me senti assim no começo... mas com o tempo passa..as coisas ainda estão se encaixando.

Di disse...

Ai Mariii, desculpa ta tão longe de você flor... Me senti ate mal lendo aqui... (Rebeca esta falando dormindo nesse momento, e eu to me segurando pra não dar risada e ela realmente acordar, so queria dividir isso).
Mas serio, quero muito te ver, pra gente poder conversar, e poder te falar que é normal sim meio que "sentir saudades de si mesma". Por que de repente, você é a Mari mãe, MAri mulher, Mari filha, Mari amiga, mas...E a Mari? Cadé? E, ops, sera que eu sinto mesmo falta dela, sera que eu nposso sentir falta dela?
Pode amor, tranquila
Vou, la, ela acordou e agora acorda falando mamãe e eu não resisto (e so eu entendo ela falar mamãe, rs)

Diário de uma grávida disse...

Oi mari, isso é normal sim!
Eu tive babyblues no inicio, nossa foram os piores 10 dias da minha vida! Eu ficava pensando na minha vida antes de ter o Bryan, quando eu tinha tempo pra ler meus livros a vontade, ver minhas séries, idas ao cinema, faculdade, chop de vinho com as amigas até altas horas, namorar longas horas com o marido, escutar músicas por horas a fio, tocar minha guitarra...enfim, eu sentia um vazio disso tudo e ao mesmo tempo uma alegria de estar com o Bryan e ter uma vida diferente, é uma coisa muito esquisita pela qual passei e não desejo pra ninguém!! e ainda ficou pior porque eu nao conseguia amamentar,não gostava de ver ele chorando e sofrendo com cólicas, juntou isso tudo e bum!! Fiquel mal pacas, mas graças a ajuda de todos aqui em casa melhorei de um dia para o outro! Aos poucos a rotina foi se ajustando e hoje não me vejo mais sem isso, claro que tem momentos que sinto aquela falta de algumas coisinhas que citei!
E tmb tem a baixa de hormônio, o corpo que nao volta pro lugar na velocidade que gostariamos, tudo isso aliado aos benditos hormônios nos deixam assim!!
Mas é fase, e como toda fase passa!!
Bjooos

Amanda disse...

Oi Mariii eu acho q são os hormônios...poxa nosso corpo passa por um turbilhão de emoções e mudanças hormonais e não tem como passar ilesa disto!!!
Dá uma perguntada para sua médica se há o q fazer nestas horinhas angustiantes - as famosas: sem motivo e sem razão - como vc mesma disse hehe...

Eu já escrevi isto num comentário uma vez de um outro blog, que acredito q esta fase será meu maior desafio, pois sou muito independente, sempre gostei de me virar sozinha, adoro minha privacidade... mas sei que quando minha flor sair desta barriguinha isto vai acabarrrr... hehehe... estou me preparando para me adaptar a nova vida, mas ainda não chego nem perto de estar preparada.
Acho q tudo demanda um tempo: um tempo para nosso corpo, para nossa rotina nova, para nossa mente...

Bjspra vc

Thais disse...

simsimsim

Thais Bessa disse...

Normalíssimo, seja por causas hormonais ou não. Sábado passado o Ben ficou com a Bebella e eu saí sozinha por mais de 5 horas, foi muito bom.

Arranja aí com o Jean, pelo que vc conta ele é um pai excelente e vai tirar de letra curtir umas horinhas sozinho com o Dimi. É só extrair um leitinho ou dar artificial mesmo.

Bjos

Fabiana disse...

Por isso ou adorava a hora de tomar banho. Meu marido ficava com a bebê e esse era um momento meu, momento de recarregar as energias para aproveitar mais ainda a vida.

Bjos e tudo de bom.

Michelle disse...

Oi Mari!

Eu fiquei assim logo depois do nosso casamento, depois que voltamos de lua de mel. Eu tinha passado um ano na correria, euforia, ansiedade de uma coisa, e aí ela aconteceu e eu fiquei sem "uma missão", sabe?

Acho que com a gravidez tbm é assim. Vc passa 9 meses (quase 10 na verdade) esperando literalmente, se preparando pra chegada da pessoa que vai mudar a sua vida pra sempre.

Fora o seu corpo voltando ao normal, os hormônios... tudo junto.

Mas são fases e elas passam!

Bjooos e se cuida

Alex e Carla disse...

Só pra engrossar o coro, é normal e esperado, infelizmente... E passa, felizmente.. É sentar e esperar! Te linkei no meu blog tá! Abs!

Renatinha disse...

Acho que esse tipo de sentimento é normal quando há uma mudança muito drástica na vida... Ter um filho é uma mudança definitiva e como vc disse mudou toda sua rotina, então acho que o corpo com todos seus hormônios malucos está tentando se adaptar mesmo.
Eu também sou uma pessoa que necessita muito estar sozinha em alguns momentos sabe? Preciso ouvir música e cantar sem ninguém por perto para recuperar as energias, entendi muito bem quando você falou.
É maravilhoso compartilhar isso no blog para que todas que passarem por isso também poderem saber que isso acontece com todo mundo.
Bjus querida amo ler tudo que vc escreve sempre!!!

Alex e Carla disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Tássia disse...

Ah mari, como as mamães já experientes falaram acho que é normal. Eu já me sinto um pouco assim antes do Oliver nascer. Bate uma nostalgia de quando as coisas eram diferentemente boas.

Espero que passe logo...

Pra te animar: Meu namorado falou que acha seu blog o mais legal dos blogs que eu sigo. :D

Beijos.

Débora disse...

Acho que é super normal!
Eu tbm estou sentindo a mesmíssima coisa! Tanto que, ao ler o teu post parecia que era eu que estava escrevendo!

Eu acredito que seja a queda hormonal, pq eu me sinto numa TPM mesmo.
Como vc disse, não é depressão pós-parto, eu estou super feliz com meu gurizinho e aaaaamo cuidar dele!
Mas o cansaço me irrita as vezes.
Pq eu tô cansadona depois de amamentar umas 8 vezes seguidas em poucas horas (o Vicente não larga o peito!), e a casa tá toda bagunçada, eu tô com fome e com ele ali no peito, eu não posso fazer nada... Aí fico chateada, não comigo, nem com ele, mas por não ter ninguém pra me ajudar.

Acho que o "confinamento" é o que mais contribui pra esse sentimento.
Toda vez que eu saio, pra ir ao pediatra, tbm fui levar ele pra fazer o teste do pezinho, eu me sinto muito melhor!
Não vejo a hora de poder passear por aí com ele, pois não tenho nenhum problema em amamentar em público e toda vez que saímos eu me senti bem segura.

Como disse a Fabiana, o banho tem sido o meu refúgio. É o momento em que penso em tudo, cuido um pouco de mim, e fico com as energias recarregadas pra cuidar do filhote!

Acho que aos poucos isso vai passando... E espero que passe logo!

Beijão lindona!

ღ Keka ღ disse...

Ah Mari, acho que deve ser normal sim viu amiga? Foram tantas emoções ao mesmo tempo e cuidar de um bebê não é facil sendo que a maioria das tarefas ficam pra mamãe, tenho certeza que tbem passarei por isso porque além de tudo vou ter que trabalhar em casa. Como a Débora falou, aproveite a hora do banho para ficar só com você mesma, tenho certeza de que estes sentimentos são mesmo normais e passageiros viu?

Marcela Schiavoni disse...

Mari, a primeira fase da maternidade é bem solitária mesmo.
Mas um conselho que me deram e passo adiante é sair com ele todos os dias, pra ir na padaria, pra dar uma volta no quarteirão, ver gente!
Minha mãe falou pra tentar criar uma rotina do passeio, tipo todos os dias ir até a padaria - no carrinho, ou no sling, no mesmo horário. Eu tô tentando sair com a Nina todos os dias pra tomar sol lá embaixo no prédio.Ou pra ir no mercadinho, faz muuuita diferença no nosso ânimo!

bjocas

Cristiane disse...

Oi Mari, sou uma treinante e não tenho blog (ainda!!!) mas sempre leio os blog de mamães e futuras mamães, pra ver se me animo a ter meu bebezinho, emagreci 30 kg e agora minha GO me incentivou a engravidar, eu estava mto gorda antes, já é um passo dado né?
Teu bebê é um fofo, vontade de encher de beijinhos, acho tua família diferente e mto legal, e tenho certeza que essa fase meio chata de isolamento vai passar e tudo vai voltar a ser só alegria, é mta coisa diferente acontecendo pra vc....
Mudando de assunto, achei outro blog com uma postagem mto parecida com a sua, dá uma olhada: http://voceemminhanovavida.blogspot.com/

Beijos pra vc e pro teu filhote (ainda não tenho blog, mas se quiser me adiciona no msn: cristiane775@hotmail.com)

Diário de uma grávida disse...

deixei um selinho pra ti no meu blog...bjos

Lydia Silveira disse...

Bom Fim de Semana, Bjim e Abraços de Lidia e Rebecca