RSS
Related Posts with Thumbnails

domingo, 16 de maio de 2010

É mais fácil do que se fala por ai...

Vim aqui fazer um post em prol ao positivismo! Sim porque antes do Dimitri nascer as pessoas me assustaram tanto mas tanto que eu realmente achei que ser mãe seria uma tarefa  ABSURDAMENTE DESGASTANTE. E achei também que de fato eu nunca mais iria dormir, nem ter vida social e virar somente mãe!

Mas eu cheguei a conclusão que todas estas teorias tem muito a ver com a forma que as pessoas encaram a vida!
Sim, não é fácilimo, sua vida muda, seus horários mudam e suas prioridades também. Tem esta fase tensa de se adaptar, mas é uma questão de olhar os fatos de uma perspectiva boa!


Você NUNCA MAIS VAI DORMIR! - MENTIRA!
Você vai sim, um pouco menos, claro, um sono mais leve, com certeza, mas você vai dormir, vai conseguir descansar. E o melhor é que toda vez que você é "forçada" a acordar seu humor vai sempre estar bom porque vai ver o rostinho mais lindo do mundo precisando de você  E SÓ DE VOCÊ, é muito gratificante!

Você  NUNCA MAIS TERA VIDA SOCIAL - MENTIRA!
Olha a não ser que você queira assim, é claro que nestas primeiras semanas é completamente irreal ir pra uma balada ou churrasco de amigos, e é irreal, não tem como mesmo, mas depois nada será tão difícil, ainda mais se você tem amigos e parentes compreensivos que vão bolar programas que seu filho possa ir!

Ontem mesmo fomos a casa da madrinha do dimi e ele foi junto, bem quentinho, agasalhado, o pediatra mesmo disse que na casa da madrinha e avó ele já pode ir, só não pode ir pra lugar que tem muita gente! Então foi ótimo sair um pouco, ver as pessoas, conversar, apresentar o bebê...
É uma questão de paciência, um dia a vida social mais agitada volta e agora, incluindo uma criança linda e feliz junto!

Você  NÃO TERÁ TEMPO PRA VOCÊ! - MENTIRAAAA
Desde que o Dimi nasceu fiquei desarrumada 2 dias! É claro que tem dias, quase todos na verdade, que eu quero ficar em casa só de pijamas, não da nem vontade de levantar da cama, mas perai, tem que ter auto-controle, porque ficar dia todo de pijama descabelada não faz bem pra estima e casamento de ninguem.

Entre uma mamada e outra que o bebê ta tirando aquele soninho eu tomo um bom banho, seco cabelo, me maquio, coloco roupa confortável mas bonita!
Além de me sentir uma mãezona agraciada com um presentão como meu bebê me sinto também MULHER com auto estima!
É uma questão de ter auto-controle e vencer o cansaço pra não se tornar mãe em tempo integral!

Você NÃO VAI DAR ATENÇÃO PRO SEU MARIDO/NAMORADO -  Mentira!
Outra questão de auto-controle, é  CLARO que eles tem que entender que a nossa MAIOR prioridade no momento é o bebê! Mas é irreal isso de esquecer o marido, eu e o Jean estamos preservando além da relação pai e mãe do dimitri, também a relação marido e mulher! Vou confesar que as vezes só tenho vontade de virar o dormir, mas também é uma questão de ver a vida por outro aspécto, o carinho dele me conforta e assim também dou atenção a ele! Como a gente não pode ainda namorar e tal hehehehe é bom ficar abracadinho =)

Eu entendo que são casos e casos, e não tô aqui julgando ninguem, acho que cada um sabe como é a sua própria vida, suas dificuldade e personalidade, mas fica aqui meu incentivo pra gente não se entregar. Não se entregar a estes "CONSELHOS" (Bem entre aspas) tolos, e não se entregar a rotina maluca e ao negativismo que bate quando a vida muda muito e as coisas são difíceis.

Por mais difícil que seja, tudo tem uma magia de existir, por mais cansaço que bata tem também a alegria de criar alguem com tanto amor!

Então força na peruca hahaha e não acreditem nestas baboseiras!  
A VIDA É DA COR QUE A GENTE PINTA!!!

E pra encerrar fotos de ontem... Dimi com 15 dias =)

vejam ele tomando seu primeiro banho de sol no visu de rolling stones hahaha!
ontem foi maravilhoso, eu jean e dimi curtimos de fato nosso primeiro fim de semana juntos, com direito a mamãe tomando um pouco de cervejita (ahhhhhhhhhhh ahuashasuas) banho de sol do bebê e karaoke hahaha

:*




foto rara de olho aberto =)





Read Comments
  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

25 comentários:

Raquel Corrêa disse...

Adorei!!! Odeio esse terrorismo que as pessoas fazem com as mães de primeira viagem! Parece que tudo vai se tornar um inferno! Concordo com tudo o que vc escreveu e peço autorização para colocar um post com o link para essa sua postagem lá no meu blog. POsso? Acho que todo mundo deveria ler!

Débora disse...

Maaaaari! Sou tua fã!

Ameeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeei o post!

Lendos os blogs por aí a gente fica até assustada, vendo tanta desgraça! Tudo é ruim, tudo é difícil, cansativo, desgastante...

Cansativo? Sim! Mas e por isso é ruim? Eu acho que não!

Eu não poderia escrever um post desses pq ainda não tô com meu gurizinho aqui do lado de fora, mas eu penso exatamente como vc.
Inclusive, conversando com uma amiga esses dias ela me disse uma frase que ecoa na minha mente até agora:

"As pessoas só destacam o lado ruim da maternidade. Mas quer saber? Não existe lado ruim da maternidade!!! Tudo depende de como você encara as mudanças, de como você vê a vida!"

E agora esse post maravilhoso, que diz o mesmo! Você não disse que é fácil, mas simplesmente disse que tudo vale a pena, que não é tudo aquilo que se "pinta" por aí...

Obrigada por esse presente, agora, faltando tão pouco pra eu conhecer meu filhote. De verdade!

Beijão!!

Aahhhnnn, assim como a Raquel, eu vou te linkar no meu post de hoje, tá?

Bjo de novo!

Camila disse...

Ai que bom ler um post assim!! Todo mundo fala pra mim isso mesmo que falaram pra vc, e eu sempre pensei como vc, que só fica impossivel fazer as coisas se a pessoa quiser e deixar!
Eu pretendo levar minha filha aos nossos programas desde pequena, claro que respeitando a saude dela, mas nao quero deixar de fazer coisas por causa dela! Quero incluir ela nos nossos programas!

ღ Keka ღ disse...

Seus posts são tão inspiradores amiga, aprendo tanto!!!!! Que lindo o body dele!!!! Obrigada pelas dicas viu!

Gisele disse...

Adorei o seu post!
Assim podemos ficar um pouco mais tranquilas, acho que cada um deve escrever a sua história e vc está escrevendo maravilhosamente a usa!

bjs

Cacau disse...

Gostei muito do post o Guilherme fica muito tempo acordado principalmente nas madrugas é dificil mas não impossível ficar linda e se gostar mas a casa kkkkk tá ficando para depois, mas aos pouquinhos tudo está se ajeitando. Bjs Cacau

Aline Milanez disse...

AI Mari..eu já disse e repito.eu adoro ler seu blog..É tão cheio de amor, tão cheio de coisas boas, de positivismo! Acho que é disto que todas precisamos...Já li muuuita coisa ruim por aí mas, penso como vc..
Tenho certeza de que não vai ser fácil mas tb não vai ser impossível! Criar um bebê é algo novo, pra nós e pra eles tb que passaram 9 meses lá quentinho, protegidinhos e de repente tb precisam se adaptar a uma nova realidade.
Vale a pena sim, tenho certeza disto, e abrir mão de certas coisas acabam se tornando naturais e essenciais quando se trata de fazer isto por um ser tão importante em nossas vidas.
Vai de encarar as coisas pelo lado positivo!
É bem como a encantadora de bebês falou "Encare o filho que você tem e não viva na fantasia daquele que você gostaria de ter." Esperar por uma realidade que não condiz com a sua, vai com certeza causar sofrimento pra vc e pro bebê..
Vc é uma inspiração!!!
Obrigada mesmo!!!
bjs!

Diário de uma grávida disse...

Que bom que vc está se adaptando super bem a rotina...aqui foi dificil nas primeiras semanas (a parte da amamentação e do sono), agora tô tirando de letra...rsrs
Realmente tem muita gente que diz que não iremos ter vida social , tempo pro marido, já cheguei a ouvir de uma amiga que minha vida iria acabar e que eu ia viver em função do meu filho...olha é cada uma!!
Sabe o que respondi?? se foi tão ruim assim, porque você teve 2 filhos??
Pois é, não devemos nos deixar levar por tudo o que ouvimos...Eu tmb sempre tô me arrumando nas horinhas que o Bryan dorme, dou uma atenção pro maridón (esses dias me dei até o luxo de jogar playstation com ele...hehehe) e assim agente vai...só não sai com ele ainda porque ele tá resfriadinho!
Acho que tudo depende do ponto de vista realmente, se fosse uma balada na madrugada ninguém estaria reclamando né??

Assim que eu voltar do pediatra posto as respostas...são tantas dúvidas!! hehe

O Dimi tá cada dia mais lindo, e tomando banho de sol com o papai...onw...o Bryan não gosta de sol, porque ele abre o berreiro quanto tempo deixá-lo no sol!
Eles crescem muito rápido mesmo...tô curtindo essa fase intensamente...
bjoos

Tah disse...

Mari, adorei...sabe, qdo eu e o meu marido decidimos casar nossa foi aquele falotorio, q nossa vida ia ser um inferno, beleza, hj mostramos pra essas pessoas q era mentira, q graça a Deus vivemos bem...ai agora engravidamos...nossa mais falatorios...mas sei q podemos novamente mostrar q n vai ser nada disso...
Adoro seu blog...sempre q posso leio...desejo td de melhor pra vcs...bjusss

Michelle disse...

Oi Mari! Tbm adorei o post, muito muito inspirador mesmo!!!

Realmente as pessoas falam muita coisa negativa sobre se tornar mãe, vc fica achando que será um calvário!

Mas é como vc disse, apesar do que possa ter de ruim, ver aquela carinha linda precisando de vc compensa tudo e um pouco mais!

O Dimi está lindo!

Bjão

Di disse...

Oi Mari, que bom que você ta levando tudo tão na boa. Bom pra você, bom pro Dimi, bom pro Jean, bom pra todo mundo. Você tem razão ao dizer que tudo depende de como a gente encara as coisas. Eu acrescento, tudo depende de como a gente encara as coisas e do que acreditamos certo para nós e nossos filhos.
Assim que estivermos com saude adequada tentarei te fazer uma visita ok? Beijos!

Cami disse...

Amei esse post Mari!!!
Sou super contra todo esse terrorismo que as pessoas tentam fazer conosco! Até parece mesmo que ter filho virou sinonimo de "a vida acabou"!! Muito pelo contrário!!!
Parabéns pelo post e pelo filhote lindo!!
Bjokas

Nat disse...

Oie Mari,

abri meu painel no site e vi várias pessoas citando o seu post, tive que conferir!
Adorei a sua perspectiva positiva! É claro que cada caso é um caso, do outro lado da moeda vimos a Thais que teve um parto e pós-parto bem difíceis. Dá pra gente ver os dois lados e torcer pra ter um tão bom quanto o seu!
Acho super importante a mulher ter um tempo pra ela (e não ficar só de pijamas...rsrsrs)

O Dimitri cresceu hein! tá cabeluudo!

beijos

Lika Carosio disse...

hahaha
Estou sempre por aqui adoro ler seus posts ainda mais quando vc me cita neles...
Sabe a nossa vida mudou e eu prentendo sempre respeitar essa mudanças pois nossa amizade nunca vai mudar!
O Dimi sempre estará em nossos programas...
Ebaaaaaaaaaaaa
Beijos Te amo!

PS- Vc deveria escrever um livro!

Juliana Zambon disse...

Marii, o Dimi já fez 15 dias. Como passa rápido menina! Adoro seu jeito positivo de encarar as coisas ... vou levar comigo seus conselhos, pois isso sim é CONSELHO. Quero curtir cada momento e não me encanar com coisas pequenas. Este momento é único e mágico!
Bjosss no 3!
:o)

Clarinha disse...

Olá, cheguei ao seu blog por acaso e adorei o post! Estou com 37 semanas e tudo o que me dizem é que o parto será horrível, não conseguirei amamentar, que nunca mais vou dormir e que retomar o peso anterior será quase impossível! Até agora, tenho ido bem!

Abraços

Cassia Noronha disse...

Olá, te achei no blog da irmã (Meu maior Presente - Princesinha Rebecca).
Ainda não sou mãe, mas já me preparei desde cdo as falações das pessoas...o que peguei pra mim é NUNCA querer saber como é, como vai ser, pq nada é igual para ninguém, lembro da 1ª vez que fui fazer meu preventivo e perguntei pra um monte de amigas que haviam feito, nossa, do jeito que elas falavam me deixaram com um medo do tamanho de Deus...cheguei no consultório suando rsrsrs (estava frio no dia), qdo entrei e a doutora fez tdo...afffff me deu até raiva, nada a ver com o que me falaram, então foi a partir dai que não qro saber de nada, qro sim saber das coisas boas neh ;-) ms o resto vou viver do meu jeito...e vc está mais do ceeeeerta, seu post está corretíssimo...ganhou mais uma fã heheheh
Sempre que puder venho aqui comentar ta?
bjinhos


ahhhhhh seu filhote é uma delicia ;-) perfeito
parabéns

Priscilla disse...

Muito bom mesmo ler o seu post Mari..meu neném tá previsto pra setembro..e até lá as pessoas
falam tanta bobagem..tanta coisa negativa..é tão difícil ler assim alguém q escreva falando do jeito q vc ..dá até um Up na gente né?!
Espero que corra tudo bem com emu filhote tb!
O seu neném é lindo
Mil beijinhos!

Mônica Medeiros disse...

Mari querida sempre que venho aqui te agradeço pela disposição que escreve, realmente qd leio seu blog me sinto tão mais leve. Vc tem uma leveza incrível nas palavras e em td que nos transmite, enfim tem um dom de me tranqulizar...sou marinheira de primeira viagem, minha pequena chega daqui a 2 meses. Um grande abraço a familia linda!

Renatinha disse...

Mari Mari, tão bom ler um post assim de incentivo!!!
A gente que está próxima de ter o bebê no colo ficamos simplesmente em pânico ao ler relatos de algumas mães que simplesmente dizem que o pós-parto e os primeiros cuidados com o bebê são um calvário... Faz a gente ficar com medo mesmo, achando até que não vamos nos adaptar e etc...
Ler seu post reforça o que eu pensava desde quando decidi engravidar, sempre pensei que minha vida mudaria totalmente, que minhas prioridades mudariam, que a adaptação é complicadinha, mas nunca pensei que fosse tão terrível como pintam por aí.
Obrigada por compartilhar sua experiência conosco e nos deixar mais calmas!
Bjus e o Dimi tá cada dia mais lindo!

Thais disse...

já apresentando a verdinha pro dimi. ;D

e adorei seu post. é isso aí, tudo questão de ponto de vista e adaptação.

Thais Bessa disse...

Tem razao, amiga, tem muita adaptacao, nas nem tudo eh um bicho de 7 cabecas. Mas olha, apesar do comeco ser tudo novo, fica mais demandante mais pra frente. Isso pq RN dorme muuuito, em qq lugar. Com o tempo dorme menos, estranha os lugares e as pessoas... Mas tem que insistir, nao perder os papeis de mulher, esposa, amiga. Outra questao eh a importancia de se ter ajuda. Qdo eu estava no Brasil era mais facil, minha mae olhava ela nem que fosse 5 monutiinhos, dai eu podia tomar banhos longos, fa2r a unha, drenagem... Aqui em Londres sou eu sozinha com ela o dia todo, eh mais dificil porque nao tem ng pra olhar ela nem 5 minutinhos... Mas vale a pena!!! Bjos

- Anine Pinheiro - disse...

Que lindo seu filho, parabéns!!
Estou conhecendo agora seu cantinho, vim através da Aline!
Já vou te linkar, adorei!!
Beijos nossos pra vcs

Anna Clara Morais - Psicóloga - MS disse...

Amei seu post, concordo plenamente com vc! O bebê faz parte da nossa vida agora e varias adaptações serão feitas, mas deixar de viver??? a fala serio, né?! beijão

Tia Duna disse...

Oi linda!! Esse post é lindo, mesmo mesmo!
Acompanho seu blog sempre que posso, mesmo não deixando comentários eu fico muito feliz de te ver feliz!
Eu estou louca para ser mãe, e o seu exemplo me deixa mais ainda com vontade.
Eu acho que as pessoas que tentam nos desanimar não só enxergam a vida de forma pessimista, elas também tiveram filhos na hora errada. Para mim, a hora de ter filhos é quando você está apaixonada ainda pelo seu marido e com sua auto-estima lá em cima! Porque se você está assim sempre dá um jeito, arranja um tempo para o casal e para você, não é?
A gente cria tempo para cada coisa inútil no nosso dia a dia, por que para o amor não?
É claro que se deixarmos para ter filhos quando o relacionamento já está desgastado, não sentindo mais vontade de sexo, de passar tempo junto, de se arrumar, por que tendo uma rotina mais pesada arranjaríamos tempo para isso? Filhos acabam virando desculpa para toda a má vontade do mundo!
Mas isso é só uma teoria minha (que espero comprovar logo, não já, mas logo)
Você não sabe o quanto eu gosto de você e te desejo o bem.

Beijos para a família!

P.S.: Vou mandar esse post para o maridón, quem sabe ele se anima hahahaha